...αиd TнiS iS нow I fεεℓ...

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Apenas mais um sonho

ele sentado ao lado dela, bebendo, enquanto ela olha distraída para cima, a conversa começa...:

- Ca?
- eu?
- Eu gosto muito de você, sabia?
- também gosto demais de você, amor, já disse, nunca querto te decepcionar.
*silêncio*
- err...
- o quê?
- Me diz uma coisa...?
- todas...
- Meu, tu já sabe que eu gosto pacas de ti, tu já sabe que eu até me impressiono com isso, porque nunca achei que fosse confiar em alguém assim...
- Sim, eu sei, eu sei, e SINTO O MESMO
- Você acha que isso mudaria, se...
- se...?
*ele reluta em dizer por um tempo*
- se...eu te desse um beijo...?
*ela olha calada por alguns segundos, tentando saber a resposta certa*
- bom...
* ela mede bem as palavras*

- acha...?
*ele pergunta já com ar de desapontamento*
- POR MIM não mudaria, se TU não mudar também
- Eu não vou mudar...
- é, porque o nosso amigo mudou né
- mas ele é idiota, eu não...
- Mas ele disse que nada ia mudar, e que seríamos amigos para sempre...
- mas eu não digo nada da boca pra fora...
- é....afinal eme também dizia estar apaixonado por mim, e também dizia que nunca ia ficar com ela...e agora não sou eu com quem ele está namorando...
- isso ainda te incomoda bastante né?
- Só acho um pouco injusto...
- A vida não foi feita pra ser justa
- é, principalmente no meu caso...não mesmo
- Não se você souber aproveitar as oportunidades, e eu acho que você acabou de perder mais uma ¬¬'
*ele fica meio furioso*
- Já mudou de idéia?
- Não, eu não mudei de idéia, mas parece que você também não.
- Eu não quero mais ele, amor.
- É claro que quer, vive falando dele...
- Ué, do mesmo jeito que tu vivia falando mal da tua ex, e ficou com ela o fim de semana todo (y)
- deslize.
- pois é...só que eu posso faalr ainda dele, aliás, nem dele, e sem da situação, pela qual me faz sentir rejeitada e desprezada...mas tu pdoe ter certeza ABSOLUTA de que eu NUNCA MAIS vou ficar com ele.
- Há, duvido que se ele chegasse, tu não ficaria.
- Pois duvide. Mas pra mim, quem me rejeita, simplesmente não merece ter oportunidades. Eu sei o que eu quero, ou pelo menos tenho uma leve noção.
- E o que você quer?
- Cara *respira impaciente* há quanto tempo tenho lhe chamado para sair, para ir lá em casa. Estou aqui contigo, num bar, numa quarta feira a tarde, sendo que eu nem bebo (sempre, rs)....isso não te responde?
- Não acho que você me queira.
- Então eu te provo...

*ela lhe da um incessante e quente beijo*





























































































- agora não mude, ok?
- não vou mudar...















































































e faz tanto tempo que elesnão se veem mais...
posted by Cαмiℓiинα® at 19:24

1 Comments:

A história quase teve um final épico! :o

11 de setembro de 2009 00:08  

Postar um comentário

<< Home